Minha foto
MG, Brazil
"Se tivesses acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido as verdades que insisto em dizer brincando..."

Pesquisar

Os textos preferidos...
As letras das músicas...
Meus pensamentos...
Pensamentos que traduzem os meus...
As piadas...
As imagens...
Os vídeos...

Aproveite e descubra um pouco mais de mim...

É preciso muita poesia na alma para encarar...
É preciso muita fé no ser humano para suportar...
É preciso muita luta interna para não desanimar...
E é preciso, antes de mais nada, ser um eterno aprendiz para só assim aprender a ensinar!


"Me interprete como quiser... Me veja da sua maneira... Pode me julgar. Só não espere que eu seja isso que você pensa!!!"



quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ser professor não compensa. SER PROFESSOR NÃO COMPENSA???

Salário baixo, culpa por tudo que está errado na Educação, desvalorização por parte da sociedade e dos governantes, que tratam os profissionais dessa área como os desprovidos de possibilidades outras que não a de ser professor(a).
Pensando por esse aspecto estes já seriam motivos suficientes para abandonar a carreira e procurar outra que atenda melhor as nossas necessidades, que não são poucas.
Contudo, não fazemos isso, é muito difícil encontrar alguém, que gosta dessa profissão, e que simplesmente a abandone por um salário melhor, ou condições de trabalho menos desgastantes, ou ainda, a possibilidade de ser elogiado e reconhecido pela sociedade na qual está inserido.
Não, quem ama a profissão sabe que ela reserva as mais encantadoras surpresas: como o sorriso do aluno que você conseguiu que aprendesse, o brilho nos olhos daqueles a quem você demonstrou amizade e solidariedade em um momento complicado da vida, a mudança no comportamento daquele “aluno difícil” que você elogiou e descobriu que ele só queria que alguém o enxergasse, o aperto de mão de alguém que você não vê há muito tempo, mas não se esqueceu do professor, e tantas outras.
Com o tempo você descobre que o que importa nessa profissão não é o salário, nem o reconhecimento dos governantes, e, muito menos a aprovação de uma sociedade que não valoriza o que é importante.
O que importa são os alunos, pois é com eles que você divide seu mundo, pensamentos, crenças, conhecimentos, lutas, sentimentos e tudo que faz de você a pessoa que é.
O que importa é saber que se você é importante na vida deles, eles também o são na sua.


Quer um exemplo:

Homenagem de Josiane 15/10/2010
“Luciano,
Obrigado por ter se identificado comigo, não é atoa, pois é uma das matérias que eu mais gosto, agradeço por ter sido meu professor e nunca me esquecerei dos seus ensinamentos. Um professor não ensina só para o hoje ou para o amanhã, mas sim para a vida toda do aluno."
Abraços, Josiane.




Agora eu te pergunto:


SER PROFESSOR NÃO COMPENSA???
É claro que compensa, e muito…


Luciano Rodrigues Gallo

6 comentários:

Vanessa Vasconcelos Horner disse...

Eu acho uma das profissoes mais importantes que existem! Pena que nao nasci para fazer isto, mas admiro MUITO quem o faz por amor e vocacao!

Luciano_R_Gallo disse...

Eu também acho.
Você viu só que homenagem mais linda?!?!?!
É um vício.... rsrsrsrsrs!

Edinho Poscidônio disse...

Parabéns, Luciano. O retorno dos alunos é a maior medida de nosso trabalho. Se a Josiane disse "nunca esquecerei de seus ensinamentos" é porque você passou mais do que conteúdos: paixão pela profissão, vida. Este pagamento ninguem tira de você - e nem dela.

Luciano_R_Gallo disse...

E isso mesmo, ninguém é capaz de tirar esse tipo de mérito de qualquer um de nós, por mais que se esforcem, e, olha que muita gente tem feito de tudo para isso.

S.O.S. Educação Pública disse...

Ótimo texto. Parabéns pelo seu amor à educação e aos seus alunos.
Somente quem já viveu a experiência de ver o brilho nos olhos de um aluno é que pode entender o quanto é gratificante ser professor.

É a vontade de ver o aluno caminhar com autonomia e liberdade que nos move e nos dá forças para superar os obstáculos.

Particularmente defendo a tese que o descaso para com os professores e o baixo salário é uma conseqüência do descaso para com a própria educação, pois o sistema não quer cidadãos com autonomia, e sim indivíduos adestrados e alienados para dar sustentação à estrutura desigual de nossa sociedade.

Cabe a nós docentes nos unirmos e lutar pela melhoria da educação e conseqüentemente pela nossa valorização.

Diga não ao silêncio e acomodação!

Abraços

Graça Aguiar

Luciano_R_Gallo disse...

Obrigado pela presença e pelo belo comentário...
Espero que se faça presente sempre.

Abraços.