Minha foto
MG, Brazil
"Se tivesses acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido as verdades que insisto em dizer brincando..."

Pesquisar

Os textos preferidos...
As letras das músicas...
Meus pensamentos...
Pensamentos que traduzem os meus...
As piadas...
As imagens...
Os vídeos...

Aproveite e descubra um pouco mais de mim...

É preciso muita poesia na alma para encarar...
É preciso muita fé no ser humano para suportar...
É preciso muita luta interna para não desanimar...
E é preciso, antes de mais nada, ser um eterno aprendiz para só assim aprender a ensinar!


"Me interprete como quiser... Me veja da sua maneira... Pode me julgar. Só não espere que eu seja isso que você pensa!!!"



domingo, 31 de outubro de 2010

Pequena memória para um tempo sem memória

Gonzaguinha


Memória de um tempo onde lutar
Por seu direito
É um defeito que mata
São tantas lutas inglórias
São histórias que a história
Qualquer dia contará
De obscuros personagens
As passagens, as coragens
São sementes espalhadas nesse chão
De Juvenais e de Raimundos
Tantos Júlios de Santana
Uma crença num enorme coração
Dos humilhados e ofendidos
Explorados e oprimidos
Que tentaram encontrar a solução
São cruzes sem nomes, sem corpos, sem datas
Memória de um tempo onde lutar por seu direito
É um defeito que mata
E tantos são os homens por debaixo das manchetes
São braços esquecidos que fizeram os heróis
São forças, são suores que levantam as vedetes
Do teatro de revistas, que é o país de todos nós
São vozes que negaram liberdade concedida
Pois ela é bem mais sangue
Ela é bem mais vida
São vidas que alimentam nosso fogo da esperança
O grito da batalha
Quem espera, nunca alcança
Ê ê, quando o Sol nascer
É que eu quero ver quem se lembrará
Ê ê, quando amanhecer
É que eu quero ver quem recordará
Ê ê, não quero esquecer
Essa legião que se entregou por um novo dia
Ê eu quero é cantar essa mão tão calejada
Que nos deu tanta alegria
E vamos à luta.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

NaMaria News: História de um leitor tucano cidadão

"Este singelo blog teve a honra de receber a mensagem de um leitor que segue abaixo. Embora não seja de nosso feitio, publicamos. É um recado..."

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O Biscoito Fino e a Massa

O maiô de dona Marisa, ou: Quem são os verdadeiros jecas do Brasil? por Rodrigo Nunes.

Vale muito a leitura...

domingo, 24 de outubro de 2010

Nomes perfeitos para as respectivas atividades (rsrsrs...)

A vida é séria demais por si só.....
Rir é sempre uma benção....
Aproveite:







Ana Lisa
Psicanalista

P. Lúcia
Fabricante de Bichinhos

Pinto Souto
Fabricante de Cuecas

Marcos Dias
Fabricante de Calendário

Olavo Pires
Balconista de Lanchonete

Décio Machado
Guarda Florestal

H. Lopes
Professor de Hipismo

Oscar Romeu
Dono de Concessionária

Hélvio Lino
Professor de Música

K. Godói
Médico especialista em hemorróidas

Alberta Alceu Pinto
Garota de Programa

H. Romeu Pinto
Garoto de Programa

Eudes Penteado
Cabeleireiro

Sara Vaz
Mãe de Santo

Passos Dias Aguiar
Instrutor de Auto-escola

Édson Fortes
Baterista

Sara Dores da Costa
Reumatologista

Jamil Jonas Costa
Urologista

Iná Lemos
Pneumologista

Ester Elisa
Enfermeira

Ema Thomas
Traumatologista

Malta Aquino Pinto
Médico especialista em doenças venéreas

Inácio Filho
Obstetra

Oscar A. Melo
Confeiteiro

Jacinto Pinto Aquino Rego
Gaúcho

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

NINGUÉM É SUBSTITUÍVEL !!!

"Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível"!
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada.
De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:
- Alguma pergunta?
- Tenho sim. E Beethoven?
- Como? - o encara o diretor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio…
O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias, contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar. Então, pergunto: quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? Etc.?…

O rapaz fez uma pausa e continuou:

- Todos esses talentos que marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, mostraram que são sim, insubstituíveis. Que cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa. Não estaria na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe, em focar no brilho de seus pontos fortes e não utilizar energia em reparar seus 'erros ou deficiências'?

Nova pausa e prosseguiu:

- Acredito que ninguém se lembra e nem quer saber se BEETHOVEN ERA SURDO, se PICASSO ERA INSTÁVEL, CAYMMI PREGUIÇOSO, KENNEDY EGOCÊNTRICO ou ELVIS PARANÓICO O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos. Mas cabe aos líderes de uma organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços, em descobrir os PONTOS FORTES DE CADA MEMBRO. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Divagando o assunto, o rapaz continuava.

- Se um gerente ou coordenador, ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe, corre o risco de ser aquele tipo de ‘técnico de futebol’, que barraria o Garrincha por ter as pernas tortas; ou Albert Einstein por ter notas baixas na escola; ou Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria PERDIDO todos esses talentos.
Olhou a sua a volta e reparou que o Diretor, olhava para baixo pensativo. O volto a dizer nesses termos:
- Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados… Apenas peças… E nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões que 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:…NINGUÉM…Pois nosso Zaca é insubstituível.” – concluiu, o rapaz e o silêncio foi total.

Conclusão:

PORTANTO NUNCA ESQUEÇA: VOCÊ É UM TALENTO ÚNICO! COM TODA CERTEZA NINGUÉM TE SUBSTITUIRÁ!
"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso"."

"NO MUNDO SEMPRE EXISTIRÃO PESSOAS QUE VÃO TE AMAR PELO QUE VOCÊ É… E OUTRAS… QUE VÃO TE ODIAR PELO MESMO MOTIVO… ACOSTUME-SE A ISSO… COM MUITA PAZ DE ESPÍRITO…"

Desconheço a autoria



Incorporo o comentário da colega Graça - Rio de Janeiro

Sugiro a leitura deste texto, bem devagar, pois é um santo remédio para o mal da alienação, produzida pelo sistema capitalista.

Fazer as pessoas se sentirem como peças descartavéis é uma estratégia do sistema para submeter e dominar via terror.

Em casos graves, sugiro a leitura por tempo indeterminado, só pare quando não sentir mais medo.

Abraços

Graça

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ser professor não compensa. SER PROFESSOR NÃO COMPENSA???

Salário baixo, culpa por tudo que está errado na Educação, desvalorização por parte da sociedade e dos governantes, que tratam os profissionais dessa área como os desprovidos de possibilidades outras que não a de ser professor(a).
Pensando por esse aspecto estes já seriam motivos suficientes para abandonar a carreira e procurar outra que atenda melhor as nossas necessidades, que não são poucas.
Contudo, não fazemos isso, é muito difícil encontrar alguém, que gosta dessa profissão, e que simplesmente a abandone por um salário melhor, ou condições de trabalho menos desgastantes, ou ainda, a possibilidade de ser elogiado e reconhecido pela sociedade na qual está inserido.
Não, quem ama a profissão sabe que ela reserva as mais encantadoras surpresas: como o sorriso do aluno que você conseguiu que aprendesse, o brilho nos olhos daqueles a quem você demonstrou amizade e solidariedade em um momento complicado da vida, a mudança no comportamento daquele “aluno difícil” que você elogiou e descobriu que ele só queria que alguém o enxergasse, o aperto de mão de alguém que você não vê há muito tempo, mas não se esqueceu do professor, e tantas outras.
Com o tempo você descobre que o que importa nessa profissão não é o salário, nem o reconhecimento dos governantes, e, muito menos a aprovação de uma sociedade que não valoriza o que é importante.
O que importa são os alunos, pois é com eles que você divide seu mundo, pensamentos, crenças, conhecimentos, lutas, sentimentos e tudo que faz de você a pessoa que é.
O que importa é saber que se você é importante na vida deles, eles também o são na sua.


Quer um exemplo:

Homenagem de Josiane 15/10/2010
“Luciano,
Obrigado por ter se identificado comigo, não é atoa, pois é uma das matérias que eu mais gosto, agradeço por ter sido meu professor e nunca me esquecerei dos seus ensinamentos. Um professor não ensina só para o hoje ou para o amanhã, mas sim para a vida toda do aluno."
Abraços, Josiane.




Agora eu te pergunto:


SER PROFESSOR NÃO COMPENSA???
É claro que compensa, e muito…


Luciano Rodrigues Gallo

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Cântico Negro

José Régio

"Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...
A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade Com que rasguei o ventre à minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...
Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?
Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...
Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.
Como, pois sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...
Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...
Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.
Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!!

domingo, 17 de outubro de 2010

Aos Mestres OBRIGADO, OBRIGADO E OBRIGADO...

Esse professor aí debaixo te lembra alguém?!?!?!? A mim sim...

Passei o dia do professor matutando, brincando com minha memória que, graças a Deus, é privilegiada.
Fiquei me lembrando dos meus professores, meus Mestres, sabe, aqueles que conseguem nos ensinar, não só os conteúdos disciplinares, mas o conteúdo da vida. Tive a honra de conhecer e conviver com alguns assim.
Me lembro de uma professora de História que, na minha visão de menino, era uma mulher imensa, quase assustadora, mas que tinha uma doçura no olhar e no modo como tratava seus alunos que me conquistou na primeira aula e se manteve presente na minha memória, ou aquela professora de Educação Artística (hoje Artes), magrinha, miudinha, com um cabelo imenso, liso, negro, como o de uma grande cantora da época (Perla), e que dentro da sala de aula parecia contagiar as pessoas com a sua paixão, era incrível como todos nós queríamos atender às suas solicitações e participar da forma mais efetiva dos trabalhos propostos, tentando fazer o melhor, dividindo com os colegas, solicitando a atenção dela e conseguindo, não só a atenção, como também o incentivo, pois nunca a ouvimos desvalorizar as tentativas de qualquer aluno que fosse. Nunca ouvimos a voz dela se alterar em todas as aulas que tivemos.
Tinha aquela professora de Física, que pra mim era uma coisa do outro mundo, aquela "mana" que ia tomar uma com a turma depois da aula, que curtia as mesmas músicas que a gente, e com seu jeito de ser,  não só me ensinou a matéria como também a gostar dos cálculos, ou ainda aquele professor de Geografia, que me mostrou que não existiam só os relevos, climas, hidrografias e vegetações no mundo Geográfico, me ensinou - numa realidade onde não lhe era permitido isso - toda a extensão que a Geografia pode ter e de fato tem na vida das pessoas.
Tantos outros foram importantes que se fosse falar de cada um deles esse relato ficaria grande e tedioso demais, pouco coerente para a época em que vivemos.
Fiquei pensando o quanto os meus Mestres tiveram importância na formação da pessoa que sou hoje, o quanto eles contribuíram para que eu tivesse a postura que tenho hoje com meus alunos, com meu trabalho, com a minha vida e as pessoas que dela fazem parte, e conclui que foi fundamental.
É por isso que me apaixono pela profissão que escolhi, ou que me escolheu, a cada dia, a cada pequena vitória que consigo com meus alunos e comigo mesmo, independente das circunstâncias, das críticas e das desvalorizações.

Aos mestres...

OBRIGADO.

Luciano Rodrigues Gallo





terça-feira, 12 de outubro de 2010

Diferenças entre:"Amigo Simples” – “Amigo de verdade” – “Amigo pá Caralho"

Amigo simples traz "alguma coisinha"para sua festa.
Amigo de verdade chega cedo, ajuda a cozinhar e fica até mais tarde para te ajudar a limpar.
Amigo pá caralho faz tudo isso, e ainda se diverte horrores na sua festa, anima os convidados, dorme na sua casa e pensa se segunda-feira não é muito cedo pra ir embora. (Detalhe: você adooora!!!).

Amigo simples odeia quando você liga depois que ele já se deitou, e cochila enquanto você fala.
Amigo de verdade pergunta por que você deixou pra ligar tão tarde já que teve o dia todo, e cochila enquanto você fala.
Amigo pá caralho pergunta se você tá virando viado prá ligar aquela hora, te manda tomar no $#% e fala para você ir curar tuas mágoas com cachaça.
Você diz que não bebe e ele diz: Eu sei praga!!! Vai dormir que passa INFERNO!!!.

Amigo simples procura você para conversar sobre os próprios problemas.
Amigo de verdade procura você para te ajudar com os seus problemas.
Amigo pá-caralho procura você, te ajuda com os teus problemas, te leva pra gandaia, te bota pra cima, e ainda te ajuda a dar o troco em quem te deixou assim!!!

Amigo simples, ao visitá-lo, age como uma visita.
Amigo de verdade abre a geladeira e serve-se sozinho.
Amigo pá Caralho abre a geladeira, serve-se sozinho e ainda reclama que não tem o que ele gosta.

Amigo simples pensa que a amizade acabou depois de uma discussão.
Amigo de verdade sabe que não é amizade enquanto não teve a primeira briga.
Amigo pá Caralho xinga você, grita com o seu cachorro e chuta seu carro, mas tá tudo bem.

Amigo simples espera que você esteja sempre lá para ele.
Amigo de verdade espera sempre estar lá, PRA VOCÊ !!!
Amigo pá-caralho te espera duas horas até ficar revoltado. Vai até a sua casa, xinga você, grita com o teu cachorro e chuta seu carro, tudo de novo.

 
 
Desconheço autoria

Sim, Sei bem

Fernando Pessoa

 
Sim, sei bem
Que nunca serei alguém.
Sei de sobra
Que nunca terei uma obra.
Sei, enfim,
Que nunca saberei de mim.
Sim, mas agora,
Enquanto dura esta hora,
Este luar, estes ramos,
Esta paz em que estamos,
Deixem-me crer
O que nunca poderei ser.

domingo, 10 de outubro de 2010

Derrame tóxico - Hungria

Provocado por uma fuga de lama vermelha do reservatório de uma fábrica de alumínio na cidade de Ajka, atingiu duas aldeias: Devecser e Kolontar.
Eliminou todo o ecossistema no rio Marcal e ameaça de contaminaçao a Alemanha, Eslováquia, Croácia, Sérvia, Bulgária, Romenia e Ucrânia.
Vejam as fotos…

Summertime - Janis Joplin



Uma das melhores dela... Ela era D+...

sábado, 9 de outubro de 2010

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

FRASES DE EFEITO

Pra rir um pouco (ou muitooooooo)...

1. O amor é como capim: você planta e ele cresce. Aí vem uma vaca e acaba com tudo;
2. O novo email do governo é: planalto@lheira.gov.br;
3. Estamos numa época em que o Fim do Mundo não assusta tanto quanto Fim do mês;
4. O homem é o único animal que consegue estabelecer uma relação amigável com as vítimas que ele pretende comer;
5. Tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade. (Autor desconhecido, pobre e de pinto pequeno);
6. Nunca fiz amigos bebendo leite;
7. Acho que estou com anorexia: Não estou comendo ninguém;
8. Quer conhecer tua namorada... CASA! Quer conhecer tua mulher. SEPARA!!!;
9. Quando me casei, descobri a felicidade. Mas aí, já era tarde demais...;
10. Casamento é uma tragédia em dois atos: civil e religioso;
11. Amor é aquilo que começa com um príncipe beijando um anjo e acaba com um careca olhando para uma gorda;
12. Velho é aquele que quando jovem costumava ter quatro membros flexíveis e um duro. Agora tem quatro duros e um flexível;
13. Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para mostrar pra gente que você não gosta, uma pessoa que você não é;
14. Feliz é aquele que é tão bonito quanto a mãe acha que é.Tem tanto dinheiro quanto o filho dele acha que tem. Tem tantas mulheres quanto a mulher dele acha que ele tem. E é tão bom de cama como ele acha que é;
15. Quem trabalha muito, erra muito. Quem trabalha pouco, erra pouco. Quem não trabalha não erra. E quem não erra.. é promovido;
16. Como é difícil se livrar de uma mulher fácil;
17. Sabe o que o argentino tem mais que o brasileiro? Tem mais é que se fuder;
18. A verdadeira bravura está em, chegar em casa bêbado, de madrugada, todo cheio de batom, ser recebido pela mulher com uma vassoura na mão e ainda ter peito pra perguntar: vai varrer ou vai voar?;
19. Casamento é igual piscina gelada, depois que o primeiro tonto entra, FICA falando para OS outros: Pula que a água tá boa;
20. Eu li que fumar fazia mal, então parei de fumar.. Li que beber fazia mal, então parei de beber.Li que comer gordura fazia mal, então parei de comer.. Li que sexo fazia mal, então parei de LER!!!;
21. Um cigarro encurta a vida em 2 minutos.. Uma garrafa de álcool encurta a vida em 4 minutos.. Um dia de trabalho encurta a vida em 8 horas;
22. Mulheres são como piscinas: O custo DA manutenção é muito elevado se comparado ao tempo que passamos dentro delas;
23. Se você sentir duas bolinhas encostando na sua bunda, não se preocupe, o pior já passou'.
24. Se caminhar fosse bom para a saúde o carteiro seria imortal;
25. Se você é capaz de sorrir quando tudo deu errado, é porque já descobriu em quem pôr a culpa;
26. A posição sexual que OS casais mais usam é a de cachorrinho: o marido senta e implora. A mulher rola e finge de morta!!!;
27. Duro mesmo é quando. você é um gêmeo Siamês. Seu irmão, colado no seu ombro, é gay. Você não é. Ele tem um encontro esta noite. E vocês, só têm uma bunda;
28. Galileu, quando afirmou que o mundo girava ele simplesmente afirmou o que nós bêbados já sabíamos;
29. Crianças no banco dianteiro podem causar acidentes. Acidentes no banco traseiro podem causar crianças;
30. Eu bebo pra ficar ruim mesmo.. Se fosse para ficar bom eu tomava remédio;
31. A diferença entre uma mulher na TPM e um seqüestrador, é que com o seqüestrador ainda existe uma possibilidade de negociação;
32. Se não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar;
33. Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico;
34. Sexo é como truco, Se você não tem um bom parceiro, é melhor que tenha uma boa mão;
35. Os homens mentiriam muito menos se as mulheres fizessem menos perguntas;
36. Errar é humano, persistir no erro é americano, acertar no alvo é muçulmano;
37. Roubar idéias de uma pessoa é plágio.. Roubar de várias, é Monografia;
38. Nas horas difíceis da vida você deve levantar a cabeça, estufar o peito, e dizer de boca cheia: Agora fudeu!!!;
39. Já que cada vez mais as mulheres estão indo em busca de seus direitos, bem que na volta poderiam trazer uma cerveja;
40. Mulher feia é que nem muro alto, primeiro dá um medo.. mas depois a gente acaba trepando;
41. Não te cases por dinheiro, podes conseguir um empréstimo bem mais barato;
42. Casar é a metade do divertimento pelo dobro do preço;
43. Há 2 palavras que abrem muitas portas: Puxe e empurre;
44. Não há melhor momento do que hoje para deixar para amanhã o que você não vai fazer nunca;
45. Mulher feia é que nem pantufa.. dentro de casa é até gostoso, mas pra sair na rua dá uma vergonha;
46. Filho é igual a peido: você só agüenta o seu.. e olha lá;

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Onde estão os Sonhos???

Li em algum livro que sonhos são diferentes de desejos. Os desejos não resistem ao calor das dificuldades, enquanto que os sonhos resistem às altas temperaturas das adversidades.
Onde estão os sonhos dessa nossa juventude?
Convivo com adolescentes que, apesar de interligados, desistiram de lutar pela vida, por um mundo melhor, antes mesmo de começar.
Onde estão os jovens que contestavam, questionavam o mundo dos adultos?
Onde estão os jovens que criticavam e julgavam aqueles que produzem o mundo onde eles vivem?
Hoje os jovens estão calados, apesar de fazer muito barulho, nada dizem, perderam a capacidade de discutir, querem o mundo pronto, não sentem a necessidade de sonhar com um mundo melhor, um futuro diferente.
Costumamos dizer que é a geração que não quer ter o trabalho nem sequer de mastigar, se contentam em não realizar nada, é a geração que não quer batalhas, que se não acha pronto aquilo que quer, não luta pra conseguir. Está satisfeita com o que já está definido. Todos falam as mesmas coisas, se comunicam com os mesmos aparelhos, se relacionam nas mesmas redes sociais, estão totalmente alienados e não percebem que se tornaram meros consumidores de um mundo já construído, se iludem e se confundem com desejos impostos por uma sociedade consumista e massificante.
Fico preocupado em ver que poucos são os jovens que sonham, que tem um projeto de vida, aliás, poucos são os que pensam no seu futuro, pior, poucos são os que pensam.
Vivemos num mundo onde a informação é um patrimônio valiosíssimo e está ao alcance de todos, num clique, e mesmo assim os jovens se utilizam desse recurso para bater papo com pessoas que eles vêem todos os dias ou para deixar recadinhos mal educados, além de mal escritos.
Convivo com essa nova tecnologia e o que vejo são jovens que não sabem, não querem e nem conseguem utiliza-la. Percebe-se que nem esse recurso que faz parte da realidade deles, muito mais do que da minha, foi assimilado como deveria.
Faço parte de uma geração que questionava tudo no mundo “adulto”, e ainda hoje permaneço um questionador.
Temos que, ao longo de nossa trajetória, desenvolver uma consciência critica dos acontecimentos e do mundo, sob pena de nunca conseguir entender as nossas particularidades.
Acredito que os sonhos são projetos de vida, possuem raízes profundas que, mesmo diante das adversidades, não morrem, apenas se recolhem, se escondem e adormecem, pra na hora certa se manifestarem.
Mas como pode se manifestar um sonho que sequer nasceu?

“Não devemos ter medo de nos frustrar por não realizar nossos sonhos, e sim medo de não sonhar”.

“Seja um sonhador, mas una seus sonhos à disciplina, pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.”